Tenho notado durante as visitas nos postos algumas dúvidas sobre um tema que o revendedor deve planejar detalhadamente e treinar seu pessoal: a aferição de bombas, uma das atividades principais do posto, já que a bomba de abastecimento é o seu instrumento metrológico.

O INMETRO, em sua Portaria nº 023, de 25 de fevereiro de 1985, destacou como responsabilidade do posto a aferição periódica de suas bombas de abastecimento, mantendo rigorosa fiscalização, podendo penalizar o posto com multas, lacração de bombas e até mesmo o fechamento do próprio posto.

Quando fazer a Aferição das bombas

A periodicidade adequada de aferições preventivas é definida pelo posto. Estas aferições objetivam evitar a possibilidade de eventuais perdas financeiras para, possíveis problemas com os consumidores e eventuais penalidades do INMETRO.

São recomendadas as periodicidades de aferição:

  • Diariamente em todos os bicos.
  • Semanalmente as bombas.
  • Análise atenta aos relatórios de estoque com perdas e sobras do postos.
  • Sempre que a bomba mostrar evidência de dano físico que possa afetar a confiabilidade de medição ou quando apresenta falha durante a sua operação.

Planejando a aferição das bombas

Planeje a aferição para os horários de pouco movimento de veículos. Cerifique que não haverá descarga do produto nos tanques.

EPIs recomendados pelo PPR

Segundo determina o PPR (Programa de Proteção Respiratória), os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para aferição das bombas são:

  • Luvas de PVC .
  • Avental impermeável.
  • Óculos de segurança de ampla visão.
  • Uniforme de algodão (preferencialmente em calça e camisa sem bolsos).
  • Calçado de segurança com solado antiderrapante, sem partes metálicas expostas.
  • Máscara para produto químico de face inteira, com filtro para vapores orgânicos.

Equipamentos necessários para aferição das bombas

  • Funil.
  • Baldes de alumínio.
  • Cabo de aterramento.
  • Cones e fitas de sinalização.
  • Dois Extintores de pó químicos de 8 kg.

Verificar a medida calibrada

  • Está com o lacre do INMETRO?
  • O lacre do INMETRO esta sem marcas de violação?
  • O lacre está na validade?
  • A marcação no lacre do ano confere com o certificado de aferição da medida calibrada?
  • A medida está em bom estado de conservação?
  • Há alguma deformação nas alças de operação?
  • O visor está firme e sem movimentação?
  • O visor encontra-se transparente?
  • Posicione a medida em frente à bomba.
  • Verifique se o piso está plano e certifique que não exista a possibilidade da medida tombar.

Antes da Operação

  • Posicione os extintores de incêndio sendo um no local da aferição e outro junto à boca de descarga do tanque que fornece para a bomba que será aferida.
  • Isole com no minimo 4 cones e use fita de sinalização para proibir a passagem de pedestres ou veículos no local da aferição.
  • Coloque todos os equipamentos necessários juntos e em uma área reservada.
  • Interrompa a operação da ilha ou da bomba a ser aferida.
  • Coloque a placa “Manutenção” dos dois lados.
  • Coloque os cones.
  • Isole as bocas dos tanques onde será devolvido o produto após o teste.
  • Certifique que não existam pessoas fumando.
  • Certifique que o funcionário que fará a aferição não esteja portando aparelho celular para evitar que ele receba ou faça ligações durante a operação.

Abertura da bomba

  • Verifique se existe algum vazamento no interior da bomba.
  • Verifique se está seco e limpo os sumps.
  • Verifique peças e ajustes da bomba.
  • Verificação de correias.
  • Verifique as condições das mangueiras das bombas.

Segurança

  • O funcionário deve ser orientado a ficar na posição de frente para o visor da bomba, se for possível com o vento batendo em suas costas.
  • Aterrar o balde e a medida calibrada.
  • Colocar a máscara.
  • Retirar o bico de abastecimento do descanso da bomba.
  • Encostar o bico na lateral interna do balde.
  • Acionar o gatilho.
  • Assim que passar 5 litros, parar o fluxo e zerar a bomba.
  • Introduzir o bico de enchimento na medida calibradora, segurando de tal forma o bico para evitar que caia no piso.
  • Assegurar que há um bom contato do bico com o pescoço da medida calibrada, iniciando o abastecimento da medida calibrada.

Bombas

  • A Bomba deve ser programada para 20 (vinte) litros.
  • Atenção para que a ponta do bico esteja acima do visor transparente até a bomba completar os 20 litros.
  • Fazer outras duas aferições: uma lenta e alternar a velocidade da bomba (lenta e rápida) a cada aferição.
  • Observar durante o enchimento se o produto chega próximo ao bocal da medida.
  • Ficar atento para não ocorrer derrame de produto caso exista uma bomba ou bico automático desregulados.
  • Recolher a mangueira e colocá-la no descanso da bomba.
  • Aguardar que o produto no interior da medida calibrada fique estabilizada.
  • Conferir a linha do produto no interior do visor da medida calibrada.
  • Ler a marcação de nível na placa que circunda o visor de nível.

Para o INMETRO serão aprovadas as bombas que apresentem alteração de até 0,5% para mais, beneficiando o consumidor, e aquelas cuja alteração seja de até 0,3% para menos, prejudicando o consumidor. Na prática, significa que quando os órgãos delegados do INMETRO compararem o abastecimento de 20 litros em uma bomba medidora em relação à medida padrão de 20 litros, será aprovada se a diferença ficar entre 100 ml (a mais) e 60 ml (a menos).

Caso a leitura apresente valores acima ou abaixo da tolerância, faça 2 (duas) novas aferições. Se confirmada a desregulagem da bomba, desative-a, coloque cadeado e chame a empresa de manutenção.

Procedimentos

  • Após cada teste, anotar os dados (se o sistema não ajudar neste registro na pista) e despejar o combustível na respectiva boca de descarga do tanque.
  • Tenha certeza que o tanque a receber o produto da aferição é o que supre a bomba.
  • Sempre use um funil de alumínio para evitar derramamento.
  • Esteja certo que está devidamente aterrado.
  • Despeje lentamente.
  • Segure pelas duas alças.
  • Após testar todos os bicos de uma ilha de bombas, repetir as aferições para bicos das outras ilhas.

Final

  • Liberar as bombas aferidas para o abastecimento .
  • Recolher os cones e extintores.

 Administrativo

  • Registrar as aferições no LMC.
  • Registrar o volume e combustível utilizado na aferição.

Atenção para que no registro conste as mesmas quantidades de saída e retorno para o tanque . Muitos dos principais programas de gerenciamento em uso já são programados para dar baixa nas aferições, inclusive até para NFCE e baixa indevida.

Wladimir Eustáquio é Diretor da Suporte Postos Consultoria e Assessoria Empresarial.
Contato: wladimir@suportepostos. com.br
*O texto é de responsabilidade do autor

Agende com um especialista e veja como aumentar em 20% as vendas do seu Posto em até 90 dias e sem mexer no preço.