Não existem dúvidas de que, para quem compra, o cartão frotista é uma excelente vantagem. Muitas empresas utilizam esse recurso para facilitar a gestão de frotas e negociar preços mais vantajosos em abastecimentos, manutenções e reparos de peças. Para os motoristas, dispensa a necessidade de carregar dinheiro vivo e traz mais praticidade.

Mas será que, para quem vende, é interessante receber esse método de pagamento? Além das taxas envolvidas, existem outros custos associados que podem se acumular e colocar em xeque as principais vantagens em aceitar o cartão frotista.

Neste artigo, examinaremos melhor o cartão frotista, detalhando quais as vantagens para clientes e postos de combustíveis, assim como as principais desvantagens e os cuidados que devem ser tomados ao aceitar essa forma de pagamento. Boa leitura!

As vantagens do cartão frotista

O cartão frotista é diferente de um cartão de crédito ou débito normal. Ele normalmente é entregue para motoristas de empresas que tenham uma frota considerável de veículos ou, em alguns casos, fornecidos por montadoras para os seus melhores clientes, como é o caso do MercedesServiceCard, da Mercedes-Benz.

As vantagens do cartão frotista são claras: as empresas conseguem facilitar sua gestão de frotas concentrando os gastos com abastecimento nesse meio de pagamento e podendo avaliar, inclusive, o consumo individual de cada veículo. Além disso, conseguem negociar vantagens no pagamento com as redes de postos de combustíveis que aceitam essa forma de pagamento.

Também vale destacar que alguns desses cartões estendem seus benefícios para além do reabastecimento, podendo ser usados como forma de pagamento para manutenções em oficinas e troca ou aquisição de peças para os veículos.

Para o dono de posto de combustíveis, a principal vantagem em aceitar um cartão frotista é aumentar o fluxo de clientes recorrentes e fiéis, que vão sempre abastecer onde os seus cartões são aceitos. Logo, a aceitação do cartão frotista é como um programa de fidelidade, mas com alguns asteriscos.

As desvantagens do cartão frotista

Para começar a aceitar o cartão frotista, o posto deve fechar contrato com a empresa que fornece o meio de pagamento. Nesse acordo, ele precisa arcar com algumas taxas e com as condições impostas pela operadora, que nem sempre são vantajosas para quem vende o combustível.

Alguns dos principais custos extras aqui envolvem a máquina que será utilizada para aceitar os cartões. Ela deve ser alugada pela fornecedora do cartão e os valores costumam ser altos. Para ter certeza de que vale a pena o investimento, é recomendável considerar o faturamento previsto com a adesão e diluir os gastos com o aluguel nas vendas.

Também são considerados custos com a máquina de cartão o frete para o envio e as taxas que serão cobradas para transferir os valores pagos com o cartão frotista para a conta do posto. E um risco que deve ser avaliado é o preço declarado do equipamento consignado na nota fiscal: geralmente, é um valor alto que, em caso de danos ou perda, tem de ser pago pelo posto.

Outro cuidado que se deve tomar antes de aderir ao cartão frotista é o tempo de contrato: se por alguma razão o empreendedor mudar de ideia e desistir desse meio de pagamento, precisará pagar uma multa ou esperar alguns meses até o contrato expirar.

E vale a pena destacar que, por mais que exista uma certa fidelização ao aceitar o cartão frotista, ela não é ligada diretamente ao posto onde o cliente reabastecerá, mas, sim, à toda a rede credenciada. Logo, não existe uma garantia de que o consumidor terá um posto de combustíveis como preferência.

Um único passo para aumentar as vendas do seu posto!

As vantagens de um programa de benefícios próprio

Quando as vantagens e desvantagens em aceitar o cartão frotista são colocadas lado a lado, fica bem claro que ele é especialmente vantajoso para as operadoras que comercializam esse produto, mas nem tanto para os postos de combustíveis.

Para valer a pena, o aumento de demanda deve ser bem expressivo, a ponto de anular as taxas e os custos com a implementação do meio de pagamento e quaisquer outras dores de cabeça envolvidas.

Por outro lado, é interessante para um posto fidelizar seus clientes ao aderir a uma forma de pagamento cômoda para eles, que entrega vantagens significativas. E é inegável que a aceitação abre portas com os frotistas, que são um tipo de cliente bem especial para o negócio.

Mas existe uma alternativa para quem quer ter todas as vantagens concedidas pelo cartão frotista, mas não está disposto a tolerar as desvantagens impostas pelas operadoras: a criação de um programa próprio de benefícios.

Criar um programa de fidelidade é algo que seria ousado demais há alguns anos, mas, com as novas tecnologias digitais, já existem ferramentas que facilitam essa tarefa, permitindo que os postos aumentem a recorrência e, com isso, ampliem a receita.

Com um programa de fidelidade próprio, o empreendedor consegue fidelizar o cliente ao seu posto e não às grandes redes distribuidoras. Como não existirão taxas e custos tão elevados para a implementação, é possível disponibilizar benefícios mais vantajosos para o cliente final com custos menores.

Outra vantagem em ter um programa de fidelidade próprio é que os contatos e os clientes conquistados pertencerão ao posto, e não a uma rede maior. Com essas informações valiosas, o posto pode divulgar ofertas relevantes diretamente aos seus clientes mais fiéis, sem precisar de intermediários no processo.

Por mais vantajosa que possa parecer a fidelização obtida ao aceitar um cartão frotista, ela não será tão próxima e exclusiva como aquela que um programa próprio de benefícios é capaz de proporcionar.

Para quem está na dúvida sobre aceitar ou não o cartão frotista, a dica é colocar no papel todas as vantagens que o empreendimento teria com esse meio de pagamento e também todas as desvantagens, com os valores financeiros que envolverão cada uma delas.

Compare as duas listas e, se possível, veja qual seria o custo e as possibilidades de um programa de fidelidade próprio como alternativa.

Para auxiliar nessa decisão entre o cartão frotista e um programa de fidelidade exclusivo, entre em contato com o ClubPetro e descubra mais sobre essa opção!