O tema “Auditoria” é muitas vezes temido por funcionários e gestores, pelo simples fato de criarmos uma imagem de desaprovação de atos e atitudes no exercício diário de trabalho. Hoje viemos na tentativa de romper alguns paradigmas criados por nós mesmos acerca da fiscalização e mostrar a importância da Auditoria Interna na implantação do e-Social.

Lembrando que auditoria é uma ação de fiscalização, que faz intermédios entre as atividades realizadas nas empresas com a finalidade de analisar e reportar situações perante a lei. A Auditoria interna antecede a visita dos órgãos responsáveis pela auditoria de fato.

Como estamos envolvendo modificações no sistema e-Social, precisamos de comissões internas que avaliem situações que envolvem o subtema. Por exemplo, as ações de implantação do sistema envolvem as áreas como financeiro, jurídico, RH, Segurança do trabalho, Gestão, dentre outras.

É extremamente interessante envolver em auditorias internas, checagens de projetos e ações, para que se encontre problemáticas antes de que o próprio órgão fiscalizador, ou até mesmo o e-Social encontre. Assim evitamos problemas maiores e as indesejadas multas.

É importante nomear um profissional da empresa responsável pela equipe de averiguação. Esse funcionário no final de cada auditoria interna deve ser responsável pelo recolhimento de todos os relatórios de atividade, bem como verificar e ajustar, afim de planejar novas ações e desenvolvê-las, ou seja, aplicar o ciclo da ferramenta de gestão PDCA, nesta área de gestão.

Por isso a escolha deste profissional é tão importante, ele será o gestor do projeto de auditorias, e terá obrigação de fato com todos os cargos e projetos envolvidos na implantação.

Material Gratuito: Guia de Redução de Custos em Postos de Combustíveis