Ao conversar com alguns revendedores, vejo que há uma parcela relevante que se confunde com alguns conceitos referentes ao quanto realmente ganham com seu posto. Por mais básico que seja para alguns, é importante alinhar bem essas informações, de forma a tratar seu negócio como ele realmente é, principalmente em um setor que envolve muito dinheiro e com margens tão apertadas quanto o varejo de combustíveis. E é sobre lucro, margem e markup que escrevo abaixo, mostrando as características de cada um. Vamos lá:

Lucro

O lucro de um produto nada mais é do que a diferença em reais entre seu preço de custo e preço de venda. Se você comprou uma garrafa de Coca Cola por R$2,50 e vendeu por R$3,50, seu lucro na operação é de R$ 3,50 – R$ 2,50 = R$ 1,00.

Margem de Lucro

Este é um dos termos mais importantes em um negócio, pois, diferentemente do lucro bruto, a margem de lucro é um valor relativo que permite comparar produtos de diferentes faixas de preço.

A margem de lucro é, basicamente, o percentual de lucro que você obteve com a venda de um produto. Vamos pegar o mesmo exemplo anterior: ao ganhar R$ 1,00 na venda da mesma Coca Cola, você deve dividir esse valor pelo preço de venda do produto. Então, R$ 1,00 / R$ 3,50 = 0,2857 x 100 = margem de lucro de 28,57%.

Markup

Também conhecido como marcação, o Markup é o valor percentual que você ganha sobre o preço de custo de um produto. Ainda usando o exemplo anterior, se dividirmos o lucro de R$ 1,00 pelo preço de custo de R$ 2,50, teremos: R$ 1,00 / R$ 2,50 = 40% de MarkUp.

Para muitos revendedores, é comum confundir principalmente estes dois últimos conceitos. Muitos se iludem em achar que possuem uma margem de 20% no preço do combustível, quando na verdade este é o seu Markup, e a sua margem seria em torno de 16%.

É preciso fazer suas contas da maneira correta, para saber realmente se tem um bom negócio e onde atacar os seus custos.

Guia de Redução de Custos em Postos de Combustíveis