Na semana passada contei algumas dicas valiosas que recebi do Marcelo Alecrim, presidente da ALE. Foi ele quem me alertou para nunca deixar de lado os revendedores clientes do ClubPetro, visitá-los e ajudá-los na entrega dos resultados propostos pelo programa. Tirei do papel essa dica do Marcelo e visitei alguns clientes no nordeste e o que vi foi um grande profissionalismo na gestão de postos.

No último 19 de fevereiro iniciei a primeira rodada de visitas aos revendedores que já utilizam o sistema ClubPetro e também possíveis clientes. É muito gratificante ver em prática o funcionamento de um projeto desenhado em 2010 para um posto de minha família no interior de MG e observar isso gerando lucros para outros revendedores em locais tão distantes.

O primeiro destino foi João Pessoa, na Paraíba. Visitei a Rede São Luiz, presente em Campina Grande e João Pessoa. Um dos gestores é o Nivison, que já foi gerente na Texaco e Ipiranga, e do qual fui revendedor em sua gestão, ótimo profissional e excelente pessoa. Estivemos negociando em outro cenário, não mais revendedor – distribuidora, e será um prazer desenhar a quatro mãos o projeto que com certeza será um sucesso.

Segui em frente até Natal-RN, e encontrei um excelente revendedor e amigo, Eduardo Pinheiro Borges, que implantou recentemente o projeto Clube de Prêmios nos Postos Pinheiro Borges. Fizemos uma reunião com a equipe, acompanhamos os resultados já apresentados e pontuamos melhorias a fazer. Ótima gestão e equipe comprometida.

Na sequência fui a Fortaleza-CE, onde encontrei o João Sales, da Rede JSales presente em Fortaleza, Acaraú e Itarema, CE. Discutimos os detalhes do lançamento do projeto que será no dia 04 de Abril em Itarema.

Cidades do interior são fenômenos  de crescimento em curtíssimo prazo, temos históricos de mais de 20% de rentabilidade em apenas 30 dias no interior do Nordeste. Desenvolver um Programa de fidelidade próprio nesse perfil de cidade é certeza de sucesso.

Os programas de fidelidade de distribuidoras não chegam ao interior, principalmente em regiões menos desenvolvidas. Esses programas são focados em capitais do sudeste, onde você encontra diversas opções de resgates de prêmios para shows, eventos e troca por ingresso em estádios, por exemplo. O revendedor do interior se sente prejudicado e com razão, pois de nada adianta sortear 10 carros para 7.000 postos… isso não gera interesse da população e consequentemente não leva aumento de vendas ao revendedor.

Segui em frente e fui a Teresina-PI, onde encontrei o Grupo Cacique, cliente ClubPetro há alguns meses. Confesso que em toda reunião do Grupo aprendo com seu profissionalismo, dedicação e confiança no projeto. O programa Cacique Fidelidade já está presente em 6 postos no interior do Piauí e na próxima semana inicia em outras 16 unidades em Teresina.

No fim da viagem fui a São Luis conhecer o Posto Maracanã, nosso cliente há 1 ano. Me reuni por uma tarde com lideres de pista e gerência. Discutimos diversos pontos, estratégias e algumas mudanças. Foi um prazer encontrar novamente com o Sr. Paulo e o Tavares, grandes amigos e gestores.

Aproveitei a viagem para conhecer Grupo Magnólia, encontrei a famosa Magnólia e suas irmãs. Um prazer imenso, apesar de não ter conhecido o patriarca Sr. João. Faremos um super projeto e tenho certeza que será um fenômeno de sucesso!

Foi realmente incrível essa viagem, valeu a pena e vou continuar mensalmente visitando alguns clientes pelo Brasil. Posso afirmar que no nordeste, ao contrário do que muitos pensam, o profissionalismo na gestão dos postos é surreal.

O revendedor está se mobilizando para ter novamente o negócio em suas mãos, está entendendo que não é interessante (nem viável) entregar as informações dos seus clientes às distribuidoras.

Um único passo para aumentar as vendas do seu posto!